Viktor Troicki é suspenso do tênis por 18 meses por não fazer o teste de doping


Troicki, de 27 anos, foi contatado no último 15 de abril no Masters 1000 de Monte Carlo para entregar o exame de urina e de sangue. O tenista entregou a amostra de urina, mas não a de sangue. Segundo ele, um dos agentes antidoping permitiu que ele não fizesse o teste sanguíneo, já que o atleta não se sentia bem no dia.
Apesar da declaração, o tribunal decidiu punir o atleta, argumentando que o agente não considerou válidos os argumentos de Troicki. Além disso, a atitude do atleta foi considerada incorreta e sua justificativa para não fazer o teste infundada. Foi decidido, então, que Troicki cometeu uma violação das normas antidoping e, portanto, deveria ser punido com 18 meses de suspensão de competições.
Com esta punição também anula o resultado de Troicki no Masters 1000 de Montecarlo, sendo descontado os pontos que somou no ranking ATP. Ele foi eliminado na primeira rodada, após perder para o finlandês Jarkko Nieminen.
Mesmo com essa decisão e punição da ITF (Federação Internacional de Tênis), o sérvio vai apelar a essa decisão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário